11/09/2015

Água de coco nas nuvens azuladas.


O frio sobe por minhas pernas
encontra abrigo por entre minhas entranhas
e se aproveita da água de coco que insisto em tomar,
apesar de odiar.

Meus olhos pesados.
Meus olhos cansados.
Meus olhos apaixonados,
por você
e por mais ninguém.

Encontro no meu soluço,
desencantado,
as palavras certas
para dizer para meu
amado.

O sol brilha ao meu lado.
Minha lua cantarola uma música baixa,
e eu me deito na terra molhada
esperando por uma rajada
que me leve para tua morada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário