14/10/2015

Presença.

A chuva e a pele branca embalam nossa alma
Debaixo do guarda chuva o abraço se encerra com o som da buzina
Tua voz espalhada pela sala de teatro
Tu
Sentado na cadeira enquanto morde o cadarço despedaçado

Possuir
Nunca te tive
Nunca te terei
Vejo teu reflexo
Mas não sinto teu calor tocar no meu rosto
Que agora despenca no choro guardado entre músicas antigas
E palavras tuas empacotadas em papéis de bala

Bancos
Tua voz
Sorriso
Lembrança
Amar
Chorar
Perco-me nas imensidades do teu colo
Negado
Rejeitado
Necessitado
Eu necessito

O milagre que nunca chega
Tua boca que se nega a dizer
Meus ouvidos exigentes

Mas agora
Espero
Aqui
Sem exigências

Tua presença

2 comentários:

  1. ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
    Repetindo e ressaltando um comentário já feito: amando DEMAIS suas poesias!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. MUITO OBRIGADA LARI! Sou uma grande fã dos seus poemas.

      Excluir