30/11/2015

Poder da natureza.


As unhas roídas. Os lápis curtos que fazem com que as peles dos dedos rocem nas folhas do caderno machado de café. As pequenas coisas do mundo são motivos suficientes para dores nos cotovelos. Não chega nem perto de ser inveja porque não acredito mais que... Só não acredito. Deixei ontem de acreditar nas sereias porque durante o banho bati com a cabeça na prateleira e não teve cantoria nenhuma quando o ralo aberto me levou até os mares nunca desbravados da Terra do Nunca. E aquela caneta preta de ponta fina roubada no intervalo pinta cada um dos seus poros e eu só assisto de longe o assassinato das baleias que estão presas nos olhos escuros (e pequenos) da menina. É o poder da natureza, o poder de ligar todas as folhas verdes na copa das árvores e de transformar poluição em inspiração.

4 comentários:

  1. "as pequenas coisas do mundo são motivos suficientes para dores nos cotovelos" Eu amei o texto!!!! Você escreve resalmente muito bem, parabéns Gabi!
    Beijos!
    http://www.shake-de-morango.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Não tenho muita coisa pra comentar, a não ser que adorei seu texto *---* lindo Gabi! Beijos ^^

    imaginaivy.blogspot.com

    ResponderExcluir