03/01/2016

Mochila.

No teu corpo
Invasões
Constantes de
Olhares que
Lambem
A alma
Deixando vestígios de
Saliva na mandíbula
Aberta
Gritando
Ninguém escuta
Então se cala porque
Línguas foram cortadas
Línguas foram arrancadas
Inusitados olhares podem
Correr
Artérias
Sêmen
Alma, então

Leve seus olhos em uma mochila

Nenhum comentário:

Postar um comentário