10/04/2016

Geometria que divide seres humanos.

seu olhar encontra-se
perdido
e peço desculpas
(na verdade não)
pelo meu jeito de dizer
certas verdades
escondidas em
poesia

e você sabe que
insisto em entender
as imagens que
seus poemas
concedem
um tapinha nas costas
para quebrar a barreira
entre nós do
is

eu a construí com
minhas próprias
mãos
braços
sangue

e Deus abençoou nossa
divisão
em retas paralelas que
nunca se encontram
(muito menos se esbarram)

Nenhum comentário:

Postar um comentário